sábado, 9 de agosto de 2014

Amar ou não amar

Postado por Mrysol Monick às 12:34
Reações: 
2 comentários Links para esta postagem
Amar é estar se colocando
na prisão com inocência
É fazer da vida uma brincadeira
E dos sonhos uma armadilha

Não amar é como viver sem
a música e a arte
É não ter sentido sorrir
e passar noites na solidão..


sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Devaneio

Postado por Mrysol Monick às 08:43
Reações: 
1 comentários Links para esta postagem
Queria não precisar fechar
os olhos para sonhar
E poder transformar a
minha realidade em 
meus sonhos

Mas de repente percebo 
que o que foi não volta mais
E que o que mais importa 
não são as coisas que eu perdi
mas as que eu tenho,
e as que poderei ter
ao menos pelo simples 
fato de poder sonhar


terça-feira, 5 de agosto de 2014

Sorrir e chorar

Postado por Mrysol Monick às 09:53
Reações: 
0 comentários Links para esta postagem
A vida é um mistério
Cheio de dor ou amor...
As vezes nos machucamos
As vezes nós amamos

Mas é certo que de tudo isso
nós vivemos...
E aprendemos a sorrir
E a fazer os outros felizes

Por mais que haja
lágrimas em nosso coração!


Novo dia

Postado por Mrysol Monick às 09:51
Reações: 
0 comentários Links para esta postagem
Tudo é muito novo, efêmero
No alvorecer do novo dia que surge
Farto de faíscas e luzes
que iluminam a copa das árvores
Nas folhagens, o fascínio
encanta os pássaros que cantam
as borboletas se unem
e os insetos zumem alaridos
Os animais procuram por alimento
Os coelhinhos e esquilos se escondem
As flores desabrocham
corre as águas tranquilas
A natureza e sua magia abundante
A vida mexe-se, espalha-se
O sol esconde-se entre as nuvens
As nuvens carregadas escurecem
Cai o aguaceiro na floresta
úmido e radiante...
fluindo grãos verdinhos
Um dia após o outro
tudo é muito novo, efêmero!


Romance

Postado por Mrysol Monick às 09:48
Reações: 
0 comentários Links para esta postagem
Meu coração não sossega
Corre furtivamente de amor
Em sonhos que se entrega
Não importando como for

Suavemente os lábios molhados
Desejam ter a ternura sublime
De um beijo intenso enamorado
Em sombras que se reprime

Ainda a de poder amar
Viver intensamente um carinho
Verdadeiro que irá encontrar
A luz e a vida em seu caminho....


Insônia

Postado por Mrysol Monick às 09:46
Reações: 
0 comentários Links para esta postagem
Há noites vazias
em que o sono se perde
a voz se cala
e a mente desaba

Noites em que
o coração sente-se só
e na garganta
resta um nó

Um embaraço
sob o pensamento
faz o sono leve
ser livre como o vento

Não é mera insônia
mas a lembrança
aparece como um ladrão
e rouba toda mansidão...


Brincar de Amar

Postado por Mrysol Monick às 09:42
Reações: 
0 comentários Links para esta postagem
Brincar de amar
é como fingir estar
cego, é dar fortes
golpes no ar

É ter sono por
causa de um comprimido
É pôr uma outra 
pessoa em perigo

É ver fantasmas
que não existem
É propôr medo
e sonhos que persistem

É se arriscar
pois você pode perder
mas você também 
pode ganhar


 

Pequena Poeta Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos